Feliz é a Nação cujo Deus é o Senhor

Curando a Impureza da Alma!

1 Falou mais o Senhor a Moisés e a Arão, dizendo: 2 O homem, quando na pele da sua carne houver inchação, ou pústula, ou empola branca, que estiver na pele de sua carne como praga de lepra, então, será levado a Arão, o sacerdote, ou a um de seus filhos, os sacerdotes. 3 E o sacerdote examinará a praga na pele da carne; se o pelo na praga se tornou branco, e a praga parecer mais profunda do que a pele da sua carne, praga da lepra é; o sacerdote, vendo-o, o declarará imundoLevítico 13.1-3

A lepra é conhecida como a doença mais antiga do mundo, afetando a humanidade há pelo menos 4000 anos, e tendo seus primeiros registros escritos conhecidos encontrados no Egito, datando de 1350 a.C.

Dessa forma, era muito comum nos tempos em que a Bíblia foi escrita a existência e manifestação da lepra, a qual era incurável e exigia o isolamento do leproso por ser contagiosa e altamente transmissível.

Os sacerdotes se incumbiam de cuidar dos leprosos isolando-os, pois, a lepra era tida como um castigo divino para os transgressores da Lei de Deus.

A doença é causada por um bacilo que entra no organismo humano e se espalha por todo o corpo mesmo sendo algo que se manifesta exteriormente. A lepra corrompe o corpo, compromete os nervos e tira a sensibilidade da pele. O leproso corre o risco de se autodestruir sem perceber. O bacilo da lepra pode ficar alojado no interior de uma pessoa por muito tempo, antes de se manifestar de forma visível através das manchas que aparecem na pele.

Desde o Antigo Testamento encontramos personagens bíblicos que eram leprosos e muitos foram milagrosamente curados.

Analogicamente, tendo em vista que o livro de Levítico traz muitas figuras para representar situações espirituais, podemos afirmar que a lepra se assemelha ao pecado, ou seja, as características da doença são parecidas, no sentido espiritual, com o pecado.

O vírus do pecado fica incubado no coração da pessoa contaminada e pode demorar para se expressar por meio de orgulho, vaidade, inveja, ambição, rebeldia e tantas outras manifestações; mas quando se manifesta faz com que a pessoa fique manchada diante dos olhos de outras pessoas.

Assim como a lepra, o pecado também tem o poder de contágio e a Bíblia recomenda afastar-se daqueles que vivem deliberadamente na prática do pecado.

Portanto, tome cuidado com a lepra espiritual, o pecado, tanto no seu interior como nas pessoas do seu convívio.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe esta mensagem, Deus abençoe.

Joel Stevanatto, Pr
Siga-me
Últimos posts por Joel Stevanatto, Pr (exibir todos)

Obtenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Você pode gostar também
Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

O Portal da Convenção usa cookies para melhorar sua experiência de navegação. Se estiver de acordo com isso, basta aceitar. ACEITO

X