Feliz é a Nação cujo Deus é o Senhor

Que tipo de Cristão sou eu?

Mas não bastaria tão somente receber a Jesus como único Salvador pessoal, batizar-se, e frequentar assiduamente uma Igreja? Precisa mais?

Sim!

Assim como não nos basta somente nascer, precisamos ser “cuidados por adultos”, nos alimentar, crescer, estudar, adquirir autonomia, nos tornando também adultos.

No tocante a fé, também precisamos amadurecer e cuidar de outros, portanto, não basta somente termos um dia nascido na fé se permanecemos como uma criança, irresponsável, sem compromisso com Deus ou com a Igreja, sem entendimento e discernimento.

A Igreja Cristã não seria o que é se não houvessem adultos espirituais que investem suas vidas na propagação do evangelho e no cuidado de outros.

O Apostolo Paulo nos faz pensar em que tipo de cristãos somos. Vejamos alguns desses tipos descritos por Paulo.

  • Cristãos Nominais: Só da boca para fora, pessoas naturais sem uma experiência pessoal com Deus, sem ter nascido de novo e meramente frequentando uma Igreja, sem conhecer as Escrituras.
  • Cristãos Carnais: ou seja, mesmo tendo conhecido a Deus não crescemos em nossa vida cristã, sendo dirigidos por impulsos carnais e valores terrenos.
  • Cristãos Espirituais: Adultos na fé, que buscam coisas espirituais e enxergam a vida espiritualmente, assumem compromisso com Deus e com a sua Igreja, e cuidam de si mesmos e de outros.

O homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, mas o que é espiritual discerne bem tudo I Coríntios 2.14-15

Profile photo ofPr Daniel Ferreira
Últimos posts por Daniel Ferreira, Pr (exibir todos)

Obtenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Você pode gostar
Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

O Portal da Convenção usa cookies para melhorar sua experiência de navegação. Se estiver de acordo com isso, basta aceitar. ACEITO

X